16 mar 2015

O poder da oração

Autor: wp-admin | Categoria: Pregações

O poder da oração

          A oração é o antídoto contra o sofrimento (Tg 5.13). É alimento para o espírito, fortalece o coração e revigora a comunhão com Deus e com o próximo. Não existe cristianismo sem oração.

Diante da doença devemos “chamar os presbíteros da igreja, para que estes orem sobre ele e o unjam com óleo, em nome do Senhor. A oração feita com fé curará o doente; o Senhor o levantará.” (Tg 5.14-15).

A Bíblia é permeada de respostas milagrosas diante das orações: Josué orou e o sol parou (Js 10.12-13); Elias orou e o filho da viúva ressuscitou (1 Rs 17.19-20); Eliseu orou e o filho da sunamita voltou à vida (2 Rs 4.32-35); o rei Ezequias orou e 185 mil soldados inimigos assírios foram mortos; a igreja orou e Pedro foi liberto milagrosamente da prisão.

A oração alcança o trono de Deus: “Outro anjo, que trazia um incensário de ouro, aproximou-se e se colocou em pé junto ao altar. A ele foi dado muito incenso para oferecer com as orações de todos os santos sobre o altar de ouro diante do trono. E da mão do anjo subiu diante de Deus a fumaça do incenso com as orações dos santos. Então o anjo pegou o incensário, encheu-o sobre a terra; e houve trovões, vozes, relâmpagos e um terremoto.” (Ap 8.3-5)

Deus, nos seus santos decretos, nos vocaciona para orarmos constantemente. Tiago declara que oração com fé produz cura (Tg 5.15) diz ainda que “a oração do justo é poderosa e eficaz” (Tg 5.16), tão poderosa e tão eficaz que Elias orou fervorosamente para que não chovesse, e não choveu sobre a terra durante três anos e meio. Orou outra vez, e os céus enviaram chuva, e a terra produziu os seus frutos.” (Tg 5.17-18).

Que poder é este capaz de fazer uma região já carente de água, a Palestina, ficar sem chuva durante tanto tempo? E depois clamar ao Senhor e ser atendido? Este poder vem de Deus e se manifesta de tantas formas, muitas vezes insondáveis. O Senhor reponde às orações dos santos com fogo, água e terremoto . Oh! Glória!

Jesus inicia seu ministério orando e jejuando, impulsionado pelo Espírito fica 40 dias no deserto. Todas as suas decisões importantes eram precedidas de oração. O momento mais emblemático em sua vida, a maior luta que o Messias iria passar, foi antecedida de oração no monte das Oliveiras, a qual foi respondida por um anjo enviado do céu para o fortalecer naquele momento de angústia (Lc 22.43).

Tiago fala sobre dois requisitos da oração: ela precisa ser feita com fé e por uma pessoa justa, ou seja, aquele que foi redimido pelo Cordeiro e vive em santidade com Ele. Nas palavras do Senhor Jesus: “Se vocês permanecerem em mim, e as minhas palavras permanecerem em vocês, pedirão o que quiserem, e lhes será concedido.” (Jo 15.7)

Assim, não paira dúvida sobre a importância da oração, sobre o poder que Deus confere ao clamor do seu povo, mas a pergunta que fica é: você é uma pessoa de oração? Suas orações são acompanhadas de fé? Você vive em santidade? Se sua resposta for sim então aguarde o agir gracioso e poderoso do nosso Senhor!

Pr. Hélder Rodrigues

Envie um comentário